Você tem o hábito de acordar a noite para fazer xixi?

"A prática da ginástica íntima ainda representa um tabu para as mulheres, no entanto, proporciona diversos benefícios para a saúde"

SHUTTERSTOCK

Amiga, embora muita gente ache isso normal, saiba que esse costume mostra que seus músculos do assoalho pélvico podem estar enfraquecidos, e com o tempo, trazer problemas de incontinência urinária leve, aqueles pingos na calcinha ao tossir, espirrar, rir ou se esforçar fisicamente, levando a outros sintomas que podem se tornar cada vez mais presentes em sua vida, como a baixa autoestima, irritabilidade, ansiedade e depressão, principalmente na menopausa.

Qual importância dos músculos perineais e onde se localizam?
Sabemos que os exercícios físicos são bons para a saúde, mas não estamos habituadas a exercitar uma musculatura imprescindível para a saúde íntima da mulher, ou seja, os músculos do assoalho pélvico, onde se localiza o períneo.

Esta região de músculos, fáscias e ligamentos, que fica entre o clitóris e o ânus, possui importante participação no controle urinário e fecal, como també suporta os órgãos pélvicos, como: útero, bexiga, intestino delgado, reto, e é fundamental no parto, pós-parto e no prazer sexual.

Quando a mulher exercita os músculos perineais, ela previne e trata problemas de incontinência urinária e fecal, os prolapsos, (queda da bexiga, do útero ou do reto), minimiza a TPM, reduz as cólicas e o fluxo menstrual, proporcionando uma sensível melhora no seu dia a dia, tanto na vida pessoal como na profissional.

Além disso, o alongamento desses músculos permite um parto mais rápido, evitando a laceração e a necessidade de episotomia. Seu fortalecimento reduz consideravelmente os sintomas causados pela menopausa, promove o aumento da libido e da lubrificação, combate a flacidez vaginal e regulariza o intestino.

Após um breve período de exercícios, a mulher obtém mais facilidade no alcance do orgasmo, já que adquire mais consciência da região genital, aumento do fluxo sanguíneo e da tonicidade vaginal.

A ginástica íntima proporciona vários benefícios para a saúde
Vale ressaltar que na ginástica íntima, os exercícios de ‘Kegel’, fisioterapia pélvica ou pompoarismo, exigem os mesmos movimentos, mas sua prática ainda representa um tabu para muitas mulheres; no entanto, proporciona vários benefícios para a saúde e, com certeza, na qualidade vida.

Como fazer?
O exercício consiste basicamente em contrair e relaxar os músculos vaginais. O treino pode ser feito por qualquer mulher, independentemente da idade, sendo contraindicado apenas durante os três primeiros meses de gestação.

Localize seus músculos pélvicos, fingindo parar o fluxo de urina. Aperte e segure os músculos por três segundos, depois, relaxe até a contagem de três e repita 10 vezes. Faça três séries num total de 30 exercícios diariamente.

Cuidado! Não pratique o exercício se você estiver iniciando ou parando o fluxo de urina, pois, com a bexiga cheia ou enquanto esvazia, pode ter o efeito oposto e enfraquecer os músculos.

Tente não contrair os músculos do abdômen, glúteos ou pernas, enquanto realiza o exercício, isole e aperte apenas os músculos internos do assoalho pélvico.

É fundamental que você continue respirando normalmente ao realizar os exercícios, para manter a oxigenação do sangue. Os benefícios você percebe em apenas três semanas.

Se tiver alguma dúvida ou dificuldade, pode me enviar uma mensagem pelo Instagram: @magamenezes.oficial.

https://www.instagram.com/magamenezes.oficial/

“VOCÊ ACORDA A NOITE PARA FAZER XIXI? “,POR MAGA MENEZES

Comentários

WORDPRESS: 0
Já está indo embora :´(
Assine nossa newsletter antes, e receba as noticias de Alphaville e região ; )