O tempo e a sua realidade

por: JORGE EDUARDO | Professor da FGV e Hair Designer

foto: Freepik

Percebo a busca constante das pessoas por algo novo que justifique o seu momento. Não é raro pensar em mudar ou simplesmente parar tudo ao seu redor. Mudar de emprego, de casa, de corpo, de país, de amigos ou até mesmo o seu cabelo. O importante é mudar!

Muitos clientes e amigos, por vezes, me falam sobre uma ansiedade e insatisfação ocultas; sim, ocultas! Aquelas que não sabemos de onde vêm e nem para onde irão, mas que geram dores emocionais, tristezas ou alegrias e, principalmente, medo do novo.

Toda mudança desencadeia uma reação e impulsiona uma tomada de atitude. O importante é decidir! Mas a ansiedade e o medo assustam, e isso requer responsabilidade sobre perdas e ganhos. Muitos acham que só mudar resolve os problemas, no entanto, isso apenas os transfere de lugar ou de pessoas. Na verdade, o lugar é o que menos importa, porque este é apenas um cenário. O que vale é o encontro das pessoas, e a paisagem apenas colore esse momento, porque as pessoas ficam, deixam sentimentos e saudade.

Dizem que todo cabeleireiro é meio psicólogo; será? Acredito que seja muito mais que isso! São vários os seus papéis, todos juntos e misturados, ou seja, uma hora amigo, confidente, ouvinte, companheiro, conselheiro, sensitivo e artista, mas também aquele que cria o cenário e o palco, iluminando-os para cada cliente que chega e que apresenta sua história de vida, necessidades e valores. Cabe a ele entender e desenvolver os enredos usando sua técnica, profissionalismo e criatividade.

Dizem que o tempo é um artigo de luxo. É interessante pensarmos que, em uma era totalmente tecnológica, em que nos comunicamos com o mundo e com todos simultaneamente, a comunicação se tornou rasa e a prática do humanismo está decrescente, colocando em risco as relações, o que traz à tona a necessidade de se olhar e sentir.

O mundo mudou, você mudou, e daí? Isso não justifica a ausência do outro, como se apenas as palavras escritas pudessem transmitir o real sentimento, ou seja, uma forma mais virtual e menos presencial.

O tempo de cada pessoa é inerente às suas necessidades e objetivos. Seja em um salão ou em outra empresa, cada colaborador e cliente faz o seu tempo, uma vez que os profissionais estão orientados e capacitados a ter a percepção do tempo que atenda a essas expectativas e necessidades.

A velocidade mudou o comportamento e as relações. O tempo passou a ser mais importante na sua velocidade do que na sua realidade. Vejamos. Muitas vezes, fazemos ou queremos coisas além do nosso tempo real, corremos sem parar, como se não tivéssemos freios e começássemos a tropeçar.

Eu preciso disso, eu quero aquilo, eu faço isso, eu vou ali, eu fico aqui, eu sou, eu estou. Loucura? O que importa é encontrar significado naquilo que você faz, na sua velocidade, no seu tempo, na sua maneira de ser com os outros, com seu trabalho e com a empresa em que trabalha e da qual faz parte.

Enfim, o tempo é você quem faz!!!

Comentários

WORDPRESS: 0
Já está indo embora :´(
Assine nossa newsletter antes, e receba as noticias de Alphaville e região ; )