Hábitos e vícios de alta performance

Preste atenção nos seus hábitos e de que forma eles impactam sua vida. Elimine os que são extremamente nocivos.

Ilustrativa

Você já parou para prestar atenção nos seus hábitos? Naqueles que são muito bons e que de fato agregam, e também nos que só lhe trarão malefícios com o passar do tempo? Se você vive no piloto automático, precisa agora mesmo começar a prestar atenção nos seus hábitos e ver como eles impactam sua vida – positiva ou negativamente.

Vou lhe contar agora os maiores hábitos que podem ser extremamente nocivos a você e a sua vida, e eu sei que, infelizmente, você vai acabar se identificando com pelo menos um deles.

Pare de reclamar
O primeiro é o hábito de reclamar. As pessoas que reclamam emitem um enorme sinal de que vivem em baixa performance. Sempre reclamando do país, das outras pessoas, do trânsito… Um dia desses, eu quase fiquei maluco! Estava ouvindo o rádio e, de repente, o radialista cita um problema do país e logo em seguida solta a frase ‘’Realmente, que país nojento!’’. Posso ser sincero? Você jamais verá um campeão falando dessa forma do próprio país. Esse comunicador nada mais é do que um perdedor.

E um perdedor é muito mais prejudicial do que um corrupto, por exemplo. Sabe por quê? Porque ele mata sonhos; acaba com expectativas e qualquer outro desejo de crescer. Ele é aquela pessoa que, por mais que reclame, por mais que critique, nunca terá uma solução para nenhum dos problemas.

Livre-se das acusações
O segundo vício de baixa performance? Acusar. As frases habituais dessas pessoas são “a culpa é sua’’, “você está errado’’… Seja no seu relacionamento, seja na empresa em que você trabalha, na sua relação com seu filho… Já parou para pensar que você também tem uma parcela de culpa em qualquer problema em que esteja envolvido? Sim! Tenha isso em mente e não ache que a culpa é unicamente do outro.

Elimine as desculpas
Dar desculpas, esse é o terceiro hábito de baixa performance e muito comum de se ver por aí. Não tem segredo: quem quer, acha um jeito. Quem não quer, arruma uma desculpa. Essa é uma frase que sempre esteve muito presente na minha vida. Você precisa dar um jeito de realizar tudo o que precisa e quer.

Deixe o passado para trás
Agora o maior hábito e que, com certeza, é o mais prejudicial: contar o seu passado e viver dele! Você não vive mais lá, então, por que você está sempre falando daquele seu trabalho antigo, daquele seu ex-namorado, daquela viagem que foi há mais de 15 anos… Não tem jeito, há coisas que precisamos realmente cortar da nossa vida! Não fale de coisas do passado, fale de projetos para o futuro, pois é para lá que você está indo. Se vive do passado, realmente fica muito difícil você mesmo se ajudar e querer um presente e um futuro melhores. Se vive do passado, eu devo lhe dizer: você é um perdedor.

Trabalhe e foque suas energias no seu futuro, só assim você vai conseguir de fato atingi-lo.

Dica do mês

Título: Pare De Dar Murro Em Pontade Faca
Autor: Roberto Shinyashiki
Editora: Gente
Preço: R$ 39,90

*Preços pesquisados em julho de 2020

HÁBITOS E VÍCIOS DA ALTA PERFORMANCE POR ROBERTO SHINYASHIKI

Comentários

WORDPRESS: 0
Já está indo embora :´(
Assine nossa newsletter antes, e receba as noticias de Alphaville e região ; )