Seu cabelo vale uma vida

foto: Divulgação

EU EXISTO, EU SOU REAL!
O comportamento das pessoas e o movimento de querer ser percebido estão cada dia mais presentes, seja no âmbito virtual por meio de seguidores, ou no físico, por querer ser visto ou lembrado. Poder sentir, tocar, olhar nos olhos e dizer: estou aqui, eu existo e sou real! Esta emoção e prática do humanismo é maravilhosa, principalmente quando se está saudável e a vida parece um mar de rosas. De repente, tudo muda com uma notícia ou a certeza de um laudo médico. Tenho um amigo que diz: – Se você nunca tem tempo para nada, fique doente, e assim arrumará tempo; tudo aquilo a que você dava muito valor continuará da mesma forma e você verá que sua vida vale muito mais do que redes sociais, seguidores e imagens vendendo felicidade.

OUTUBRO ROSA!
Este mês, símbolo da luta contra o câncer de mama, é marcado por ações voluntárias por todo o País. Um fato curioso é que, segundo os médicos, a primeira pergunta que a mulher faz quando diagnosticada com o câncer é se os seus cabelos vão cair.

Os cabelos e os seios são emblemáticos para a mulher, fazem parte da feminilidade e da vaidade. Quando ela se imagina sem os seios, cabelos e sobrancelhas, é como se perdesse a identidade. Atuo na área da beleza há mais de 30 anos e, não raro, mulheres, de uma forma ou de outra, me dão a notícia. A partir desse momento, começa uma nova emoção, comoção, transformação e superação. É impressionante como o hair designer pode transformar ações em reações positivas e, junto com a cliente, ajudá-la a superar essa doença. Os cabelos até podem cair, mas nós os colocamos de novo e resgatamos essa vaidade, o sorriso e o amor à vida.

QUANTO VALE UM SORRISO?
Segundo Elizabeth Lomaski, presidente e fundadora da ONG Rapunzel Solidária: “Fazemos uma analogia entre a história de superação de um diagnóstico de câncer de mama com comportamentos desejados dentro do ambiente corporativo e na vida pessoal, tais como resiliência e gestão de mudanças.” De maneira bem simples e objetiva, levamos as pessoas a refletirem no fato de que, mesmo querendo ter o controle das coisas, não temos controle de nada e que, a qualquer momento, podemos deparar com um diagnóstico de doença. Algumas vezes as mudanças são planejadas e anunciadas dentro das empresas em que trabalhamos, mas, no caso de um diagnóstico, não somos avisados! Mostramos que podemos utilizar as adversidades como oportunidades de sermos pessoas melhores e ajudar o próximo.

Como Embaixador da ONG Rapunzel Solidária na região de Alphaville e imediações, tenho como premissa: “Cabelos não irão mais para o chão, e sim para cabeça de uma mulher como resgate de sua vaidade e feminilidade.”

Realizamos, em setembro, um evento na Escola Morumbi Alphaville, em parceria com o salão Studio 8, no qual, juntos com a ONG Rapunzel Solidária, promovemos a ação de cortar os cabelos dos alunos e colaboradores para doação e transformar esses cabelos em perucas. Foi um sucesso! Vi muitas mulheres engajadas nesse movimento de solidariedade.

Tive a oportunidade de conhecer diversas pessoas e empresas que, juntos num movimento de solidariedade, irão apoiar esta causa nobre de luta contra o câncer. Por que apenas Outubro Rosa, se podemos fazer um ano inteiro rosa? Todo dia é dia de tornar uma mulher feliz. Juntos, somos mais fortes. Participe!

por: JORGE EDUARDO Professor da FGV e Hair Designer

Comentários

WORDPRESS: 0
Já está indo embora :´(
Assine nossa newsletter antes, e receba as noticias de Alphaville e região ; )