Aleitamento materno: Impacto positivo na saúde cognitiva

Reprodução/Internet

Uma nova pesquisa descobriu que as crianças que foram amamentadas tiveram pontuações mais altas em testes neurocognitivos. Ou seja, mais uma prova da importância do aleitamento materno nos primeiros meses de vida do bebê! O alimento mais completo que o bebê pode receber! Ele tem todos os nutrientes necessários para seu desenvolvimento e, como fica claro no estudo, tem impacto positivo também na saúde cognitiva da criança.

Como foi o estudo:

No estudo, pesquisadores do Del Monte Institute for Neuroscience da University of Rochester Medical Center (URMC) analisaram milhares de testes cognitivos feitos por crianças, cujas mães relataram que foram amamentadas, e compararam esses resultados com pontuações de crianças que não foram. Os pesquisadores revisaram os resultados dos testes de mais de 9.000 participantes de 9 e 10 anos de idade. Variações foram encontradas nas pontuações cumulativas dos testes cognitivos de crianças amamentadas e não amamentadas.

Também houve evidências de que quanto mais tempo a criança foi amamentada, maior a pontuação. Nos resultados, a associação mais forte foi em crianças que foram amamentadas por mais de 12 meses. A pontuação das crianças amamentadas de 7 a 12 meses foi um pouco menor, e depois a pontuação de 1 a 6 meses, caiu um pouco mais. Mas todas as pontuações foram mais altas quando comparadas com crianças que nunca amamentaram.

O que causa a melhora na saúde cognitiva?

Outro estudo, conduzido no Children ‘s Hospital Los Angeles, os pesquisadores acompanharam 50 mães e seus bebês, analisando a composição do leite materno e a frequência da amamentação no 1º e 6º mês de idade.

O desenvolvimento cognitivo foi medido aos 24 meses usando a escala Bayley-III, um teste padronizado de desenvolvimento de bebês e crianças pequenas. O estudo mostrou que a quantidade de oligossacarídeo 2’FL (2’fucosilactose) no leite materno no primeiro mês de alimentação estava relacionada a escores de desenvolvimento cognitivo significativamente mais altos em bebês aos 2 anos de idade.

A quantidade de 2’FL no leite materno aos 6 meses de amamentação não foi relacionada aos resultados cognitivos, indicando que a exposição precoce pode ser mais benéfica. Essas observações permitiram à equipe concluir que o aumento do neurodesenvolvimento proporcionado pelo aleitamento materno foi devido principalmente às mães que estavam produzindo mais 2’FL para o bebê consumir.

Bom também para a mamãe

Há também evidências de que a amamentação pode ter um efeito preventivo no desenvolvimento de doenças mentais também nas mamães. Uma pesquisa publicada em 2014 mostrou que as mães que planejaram amamentar e que realmente amamentaram tinham cerca de 50% menos probabilidades de ficarem deprimidas do que as mães que não planejaram e que não amamentaram. As mamães que planejam amamentar, mas não continuaram a amamentar, tinham duas vezes mais chances de ficar deprimidas do que as mães que não planejaram e que não amamentaram. O aleitamento materno só faz bem!

O leite materno fornece a nutrição ideal para bebês. Tem uma mistura perfeita de vitaminas, proteínas, carboidratos, gorduras saudáveis, calorias — tudo o que o seu bebê precisa para crescer e se desenvolver. E tudo é fornecido em uma forma de digestão mais fácil do que a fórmula infantil. O leite materno contém anticorpos que ajudam seu bebê a combater vírus e bactérias. A amamentação diminui o risco do seu bebê de ter alergias e o protege contra diversas doenças ao aumentar sua imunidade.

Além disso, bebês que são amamentados exclusivamente durante os primeiros 6 meses, sem qualquer fórmula, têm menos infecções de ouvido, doenças respiratórias e episódios de diarreia, entre outros. Portanto, não há razões para que o aleitamento materno não seja a melhor indicação aos bebês!

Dra. Thalita Cardoso
CRN3: 55355
Site: www.geracaoprime.com.br
Instagram: @nutri.thalitacardoso
E-mail: contato@geracaoprime.com.br

Já está indo embora :´(
Assine nossa newsletter antes, e receba as noticias de Alphaville e região ; )