Como o Sagrado Feminino me ajudou no empreendedorismo?

Ilustrativa

Logo no inicio da pandemia, eu tive um desejo ardente de fazeralgo para ajudar outras mulheres empreendedoras em seus negócios, eu, empresária com múltiplas formações no Brasil e no exterior, com uma empresa de 20 anos de mercado na área de marketing, pensando diariamente como eu posso ajudar a esse grupo de mulheres de pequenas e medias empresas e que devem estar precisando desse conhecimento, acordava e iria dormir com esse pensamento, como devo fazer?

Foi então que alei o curso digital Gestão Lucrativa que foi um grande sucesso, abordando temas de gestão humanizada, marketing, vendas e netwoking, mas sentia que

ainda faltava algo, e foi então lembrando de todos os meus estudos decursos livres que fui fazendo algo longo da vida, que criei a imersão Empresa nas Oiamond, onde vivenciamos em dois dias de empreendedorismo, empoderamento e sagrado feminino.

E você deve estar pensando, mas Toty, o que é o Sagrado Feminino?

É uma filosofia que tem como principal objetivo promover ensinamentos à nós mulheres, sobre nossos aspectos  físicos e mentais nos levando ao autoconhecimento, e maior  aceitação do que nos acontece, como se fosse tirado todos os véus e então conseguimos enxergar e compreender o que nos acontece e porque nos acontece.

É um momento para paramos um pouco, e damos uma maior atenção ao nosso corpo, assim como a consciência do nosso período menstrual, da nossa capacidade em gerar uma nova vida (também em uma adoção) e de nossa força interna, com esse conhecimento aliado a inteligência emocional, aprendemos a lidar com as nossas emoções e com as emoções dos outros.

Seu intuito é criar uma reconexão com nós mesmas, trazendo uma harmonização de todos os nossos aspectos mentais, corporais e energéticos com a natureza, compreendendo as nossas fases, juntamente com as fases da lua.

É preciso entender também que o Sagrado Feminino está relacionado com as deusas antigas, que nos ajudam a mostrar todo o nosso poder, e como somos únicas à nossa maneira.

Segundo essa filosofia, cada mulher possui uma deusa dentro de si, compreendendo isso podemos viver a tal da sonoridade que tanto ouvimos falar que é a irmandade entre mulheres, sem julgamentos, somente com o desejo de ajudar.

Não existem registros de uma data ou um ano em que surgiu o Sagrado Feminino.

Mas existem registros de povos que enalteciam figuras criadoras e acreditavam em mulheres sagradas, eu vivi multo Isso quando estive no Peru, e lá eles falam multo da mãe terra, a Pachamama, por possuírem o dom de dar a vida a outro ser à partir do próprio corpo, muitas mulheres eram consideradas importantes para a comunidade e ocupavam cargos como juízas, sacerdotisas, curandeiras …

De acordo com escavações arqueológicas que aconteceram na Grécia, esse papel das mulheres na sociedade acabou por volta de 4000 – 3500 a.c., por conta de guerras e Invasões que modificaram como um todo as características da civilização.

Dizem também que o ritual do Sagrado Feminino surgiu por melo das chamadas “bruxas” da Idade Média, onde milhares delas foram queimadas na fogueira para extinguir o que hoje acreditamos que tenha sido o embrião do Sagrado Feminino, Já que estas mulheres possuíam grande conhecimento sobre a medicina natural e se conectavam com as plantas, com o céu e principalmente com o próprio corpo.

Existem diversas formas de praticar o Sagrado Feminino, uma delas é por meio dos “círculos de mulheres”, onde várias mulheres compartilham experiências e saberes através de vivências músicas, danças, estudos e meditação, se conectando com a natureza e sentindo sua própria transformação.

Algumas mulheres praticam o Plantar a Lua, uma espécie de oferenda e gratidão para a mãe terra, para a natureza, outras preenchem a Mandala Lunar, um diário criado para facilitar uma maior conexão com o nosso corpo e seus ciclos naturais, e nos criamos as mentorias, as imersões, a união das mentes mestras chamada MissMind, um encontro de mulheres mensal, onde compartilhamos ferramentas de gestão, finanças, engajamento de times, e falamos como aumentar e termos negócios lucrativos através das habilidades de cada participante. Hoje com a correria do dia a dia e com toda tecnologia, nós mulheres acabamos perdendo essa conexão com nós mesmas.

Queremos fazer tudo ao mesmo tempo e esquecemos um pouco de nós mesmas, deixando de lado o equilíbrio do nosso corpo e mente.

Precisamos nos reconectar para compreendermos melhor o nosso corpo e assim nos tornarmos mais fortes, nos aceitando por Inteiras e transmutando para os nossos negócios e seus ciclos, de adubar a terra, plantar, colher e depois descansar a terra para Iniciar o processo novamente.

No empreendedorismo é igual, semana de lua minguante não assinamos contratos, esperamos as demais fases da lua, acreditamos que novas e boas Ideias em na lua nova e crescente e na lua cheia são nossas melhores execuções. Enfim, nesse momento que o mundo está voltado para dentro, para o nosso Interior, que tal você também olhar mais para você e para a essência do seu negocio?

Os benéficos são:

Autoconhecimento; lnteligencla emocional; Autocuidado; Amor próprio; Valorização; Força; Diminui a ansiedade; Maior conexão com a natureza; Revitalização da energia feminina; Maior facilidade em lidar com os desafios; Compreensão dos fatos; Melhores estratégias; Sororidade

Gostou? Quer saber mais?

Me acompanhe nas redes socias;

@tatyaneluncah

Sucesso Sempre,

Taty Luncah

VEJA DICAS INSPIRADORAS POR TATYANE LUNCAH:
https://www.youtube.com/channel/UCyV-x-KUXwetpm2pxFt2chQ

Comentários

WORDPRESS: 0
Já está indo embora :´(
Assine nossa newsletter antes, e receba as noticias de Alphaville e região ; )