Viva o golfe abril 2022

Reprodução/Internet

Escrever o artigo do mês no dia seguinte ao Master, facilita em muito a vida deste articulista, pois além de ser o torneio mais esperado do ano, desta vez trouxe a todos nós amantes do golfe a esperança da volta do Tiger Woods. Talvez com a ajuda dos deuses do golfe, ele não nos decepcionou, mesmo estando com enormes dores, ele foi até o fim. E como comentou seu caddie Joe Lacava, no final da segunda volta “ nada mal passar no corte do master jogando com um perna só”. Sem falar que ele fez isto pela 22a. vez consecutiva, ficando a uma dos recordistas Gary Player e Fred Couples, que passaram no corte por 23 vezes seguidas. E como sempre acontece coisas incríveis no Master, separei para comentar, o hole in one do buraco 16, do veterano Stewart Cink, que completara 49 anos no próximo dia 21 de maio, que ao bater a bola bem a direita da bandeira, ela começou descer lentamente em direção ao buraco, e este “delay” causou o maior frisson da plateia quando a bola entrou. E também, a jogada do sul africano Charl Schwartzel no buraco 10, na terceira volta, que depois de um drive de 344 jardas, embocou a segunda tacada para fazer um incrível eagle, que levantou a plateia e o deixou mais perto do líder Scottie Scheffler naquele momento. Ficaram depois da terceira volta, o famoso moving day, os dois principais jogadores da temporada 21/22, o americano Scottie Scheffler e o australiano Cameron Smith, levando o americano uma vantagem de três tacada para a rodada final do domingo. Como um amante incorrigível do golfe, tendo sempre torcer por aquele que melhor performa, mas desta vez torci muito pelo australiano, para que os dois ficassem cabeça a cabeça nos próximos majors da temporada. Mas os deuses do golfe não atenderam minhas súplicas, pois o Cameron acabou o torneio dividindo o terceiro lugar com o irlandês Shane Lowry. Mas minha outra suplica, foi plenamente atendida, que era ver o Tiger Woods voltar para a última volta, ele saiu do moving day com muitas dores e um tanto desapontado. Ele que não deve explicações a ninguém, não precisa dos prêmios, não precisa de badalações adicionais, nesta última volta demonstrou que sua paixão pelo golfe é sobrenatural, e nós que sabemos que medo e esperança são coisas que caminham juntas, ficamos apreensivos a cada tacada que ele dava. Mas vê-lo entrar no green do buraco 18, extremamente ovacionado pelo público presente, deixou muita gente com lágrimas nos olhos mundo afora, estávamos tendo a oportunidade de ver um semi-Deus do esporte vivo. E tudo isto foi ratificado quando na entrevista pós jogo ele comentou que havia sido difícil chegar ao 72° buraco, pois as dores eram muitas, mas que estava super feliz, e ainda que não se preocupou demais com o resultado, só queria agradecer a possibilidade depois de 14 meses do terrível acidente estar jogando um torneio do nível do Master. E já deixou o público um tanto entusiasmado ao afirmar que deve jogar o The Open, em julho, que este ano volta ao lendário Old Course de Saint Andrews.

PGA TOUR

Mas se tivemos os highlights acima comentados, este Master de 2022 com a vitória do Scottie Scheffler com -10 abaixo o par, trás à baila o performance do melhor jogador da temporada 21/22, agora com sua quarta vitoria, e ainda se consolidando como o melhor do mundo ( Official World Golf Ranking) e líder inconteste da FedEx Cup. Sem falar que coroa uma história muito interessante, que é o fato dele só ganhar o primeiro torneio, após participar em 70 torneios, e depois disso ganhar 4 dos últimos 6 torneios jogados. E o mais incrível que tudo isto aos 25 anos de vida. E sua resiliência foi tamanha a ser o único jogador a fazer as 4 voltas abaixo do par, portanto esta jaqueta verde do major mais aguardado do ano caiu muito bem nele. Apesar de jovem sua maturidade é latente quando diz “ eu nunca pensei que seria tão bom no golfe, eu só continuava praticando muito e fazendo um duro trabalho de suporte, e é o que pretendo continuar fazendo, após este triunfo”. Sem falar da coragem de comentar, que ele no domingo de manhã, antes de ir para o campo, ele comentou com lágrimas nos olhos com sua mulher Meredith, que ele estava estressado e não sabia se ele estava pronto para ganhar o Master. E eu não poderia deixar de comentar a enorme façanha do último dia do grande Rory McIlroy que jogou 8 abaixo para terminar -7 no torneio e ficar com o segundo lugar. E para confirmar a tremenda renovação de craques no golfe, entre os 10 primeiros do Master só três jogadores com mais de trinta anos ( MacIlroy, Lowry e Schwartzel).

GOLFE FEMININO NO BRASIL

Associação Brasileira de Golfe Feminino, presidida pela Stela Basile e que tem na diretoria as irmãs Daniela e Gabriela Arantes, que além de grandes jogadoras, são empresárias e donas da Academia Tiro Certo, que vem ajudando na preparação física e no treinamento muitos golfistas, vem agitando e renovando o golfe feminino. O exemplo de sucesso ocorreu em 8 de março último, já no torneio inaugural da associação, que através de um torneio virtual, reuniu 340 jogadoras de 46 clubes do Brasil, que atuando nos seus clubes, puderam ter através de uma central o registro e os resultados de todas as jogadoras. As vencedoras foram anunciadas pelas redes sociais. O próximo torneio está previsto para o dia das mães, em maio proximo, que esperamos que tenha maior adesão ainda. Todos os jogadores e todos os clubes brasileiros precisam e devem apoiar esta iniciativa que visa a ampliação do número de jogadoras no Brasil.

GOLFE DE TODO DIA

Destacamos aqui o 40° Aberto do Lago Azul, realizado no último março no Clube de Araçoiaba da Serra, que este ano extrapolou o sucesso de sempre deste torneio. Com um campo que todos os jogadores, especialmente os scratches, não cansaram de elogiar, comparando-o aos melhores do Brasil, teve entre os maiores vencedores o Marcos Negrini entre os homens e a Daniela Arantes entre as mulheres, num playoff com a excelente Lauren Grimberg. Este ano o Aberto do Lago Azul, se juntou aos melhores torneios abertos no Brasil, pois além da organização técnica excelente do torneio, houve uma enorme festa de integração por dois dias, entre os jogadores, sócios e visitantes, com um cuidado primoroso no entretenimento e na oferta gastronômica. Nossos mais calorosos cumprimentos a atual diretoria, que conseguiu aprimorar o dentro e o fora campo.

Comentários

WORDPRESS: 0
Já está indo embora :´(
Assine nossa newsletter antes, e receba as noticias de Alphaville e região ; )