Tendências que vieram para ficar

O planeta Terra mudou, e nós nunca mais seremos os mesmos. A seguir, confira algumas mudanças que já foram colocadas em curso por empresas e profissionais de Alphaville e região

Foto: Divulgação

Empresas, instituições de ensino e profissionais das mais diversas áreas não passaram incólumes pelos efeitos da pandemia mais grave da História mundial recente. Em entrevista à CNN
Brasil, há poucos dias, o professor e doutor do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Unicamp, Leandro Karnal, discutiu o mundo pós-pandemia. Em sua análise, comentou: “Epidemias, guerras e revoluções costumam acelerar os processos que estavam em curso. Essa será uma mudança irreversível. Nós estamos vendo a história se transformar tão rapidamente que, há três meses,
se alguém visse, como vi hoje, tantas pessoas entrarem de máscara em um prédio, essas seriam detidas por tentativa de assalto. Hoje, quem não está de máscara é visto como infrator. Quando
tudo isso passar, a tendência é haver um período de grande alegria e felicidade”.

Foto: Divulgação

Nasce um novo mundo
Nos últimos dois meses, temos reinventado nossa forma de trabalhar, de adquirir conhecimento, hábitos de consumo, lazer, entretenimento, cuidados com a saúde e convivência. Acompanhe os reflexos da pandemia do coronavírus que já podem ser observados em nossa região

Diante de um cenário de muitas dúvidas e poucas certezas, apenas fica evidente que o mundo como conhecíamos já não existe mais. Com o fim do período do isolamento, muitos desafios devem
surgir. Seja bem-vindo: a hora da reinvenção chegou.

Novas rotinas de trabalho
Não é de hoje que o home office faz parte do dia a dia de empresas e profissionais. Com o avanço da tecnologia e a facilidade na comunicação nos últimos anos, grande parte dos trabalhadores pode cumprir suas tarefas de qualquer ambiente. De forma repentina, nas últimas semanas, milhares de pessoas passaram a trabalhar de suas casas, uma situação tão desejada por uns e odiada por outros.

Vantagens e desvantagens do home office
Entre as principais vantagens, de acordo com o Sebrae – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, figuram: maior independência, proximidade da família, redução de estresse
provocado pelo trânsito, alimentação mais saudável, definição do horário de trabalho e aumento de produtividade. Já, entre as desvantagens, há perda de privacidade, pois assuntos familiares
constantes podem atrapalhar; crescente carga de trabalho, sem disciplina e planejamento; e o risco de misturar trabalho e vida pessoal ou priorizar pouco os momentos de lazer, por exemplo.

Teletrabalho se intensifica
Apesar de não se aplicar a todas as áreas, durante a quarentena, o trabalho remoto tem se consolidado e certamente será cada vez mais adotado, tanto por empresas quanto pelos profissionais. Muitas discussões ainda precisarão entrar em pauta, a exemplo da segurança de dados, divisão nos custos, condições adequadas de trabalho; e de detalhes como ergonomia, ruídos, temperatura do ambiente etc. Essas e muitas outras questões deverão ser discutidas, porém, sem dúvida, trata-se de um caminho sem volta.

Foto: Divulgação

NOVOS HÁBITOS DE CONSUMO
Com lojas fechadas, cumprindo o decreto do governo do Estado de São Paulo, alguns centros de compras, lazer e serviços rapidamente precisaram se adequar aos novos hábitos de consumo, para
proporcionar conforto e segurança aos clientes.

Alpha Square Mall
Na região de Alphaville, quem saiu na frente foi o shopping Alpha Square Mall, criando estrutura exclusiva de delivery para lojistas, com entrega gratuita aos clientes com mais de 60 anos, os que fazem parte do grupo de risco do coronavírus. “Fomos o primeiro empreendimento a mobilizar suas lojas a implementar o serviço, antecipando-nos aos decretos. Cacau Show e Kopenhagen, por exemplo, foram algumas das marcas que abraçaram a ideia”, destaca Adriana Saad, superintendente do Alpha Square Mall.

Shopping Tamboré
Durante a Páscoa, algumas lojas do Shopping Tamboré, como Lindt, Cacau Show, Carlo’s Bakery e Lojas Americanas disponibilizaram os seus produtos por meio do delivery ou drive thru, montado no bolsão do estacionamento. Deu tão certo que outras lojas passaram a oferecer os seus produtos via drive thru. Ou seja, pode-se realizar a compra diretamente em seu restaurante ou loja preferida, até mesmo pelo WhatsApp ou telefone da loja (disponibilizados no site), e retirar o produto com hora marcada e sem precisar sair do carro.

Iguatemi Alphaville
No dia 28 de abril, o empreendimento também lançou o serviço de vendas e entrega de produtos por drive thru. Basta acessar o site do shopping para consultar a relação das lojas participantes
e o número de telefone para contato. Todo o processo de venda e negociação de entrega do produto é feito pelo WhatsApp diretamente com o lojista. Depois, é só ir até o empreendimento para
fazer a retirada na data e horário combinados. “O momento que vivemos exige, cada vez mais, soluções criativas – especialmente no setor de shopping centers”, pondera Alexandre

Apps serão cada vez mais utilizados
Longe de ser novidade, mas ainda na esteira dos novos hábitos de consumo, o serviço de delivery tem atravessado um período de grande expansão, ajudando muitos restaurantes, bares, lanchonetes e padarias a manter a operação. Além de acelerar e facilitar as vendas e as entregas, aplicativos de delivery como iFood, Uber Eats e Rappi fomentam a geração de milhares de emprego
na contratação de entregadores.

Foto: Divulgação

“Delivery fomenta a concorrência e quem ganha é o consumidor”
Enquanto muitos restaurantes da região precisaram se adaptar com os serviços de entrega, o Bar do Alemão Alphaville já apostava no serviço há anos. Para dar conta da demanda,
atualmente mantém 15 motoboys no time de entrega. A crise da pandemia tem sido uma boa oportunidade para cativar novos clientes. “É notório que a concorrência aumentou, e quem
ganha com isso é o consumidor, uma vez que precisamos melhorar ainda mais nosso padrão de atendimento em todos os aspectos”, revela o empresário e produtor musical Marco Camargo,
à frente do negócio inaugurado no bairro em 2015. Camargo ressalta que, mais do que uma refeição, o Bar do Alemão Alphaville entrega experiência, a começar pela sensorial, que
aguça os sentidos. “Pensamos em cada detalhe para levar nosso filé à parmegiana, carro-chefe da casa, entre tantos outros itens do cardápio, na temperatura ideal, com o típico aroma e aquela fumacinha que invade o ambiente”, diz Camargo.

Foto: Divulgação

PRECISAMOS FALAR SOBRE EDUCAÇÃO
No livro O Fim da Idade Média e o Início da Idade Mídia (Alta Books), o publicitário e empresário Walter Longo, ex-CEO do Grupo Abril que reside em Alphaville, faz interessantes reflexões sobre os rumos da educação. Acompanhe alguns trechos.

A Internet veio para mudar tudo
“No final dos anos 1960, início dos anos 1970, surge a Internet. Com sua popularização, a educação encontrou nesse meio de comunicação a maneira de se reinventar, de eliminar barreiras, de ampliar as fontes, e não tardaria a desenvolver modelos alternativos ao ensino tradicional. Aprender passou a ser uma questão individual, de como e quanta disposição cada um de nós tem para
assimilar novos conteúdos. Isso revoluciona o sistema educacional, em termos pedagógicos e administrativos, e cria novos paradigmas”.

Foto: Divulgação

Conhecimento passa a ser uma conquista
“Desde a formalização do ensino em sala de aula, há uma metodologia preponderante, um modelo quase imutável, utilizado para transmitir conhecimento. Basicamente, seu desenho traz alunos sentados em suas carteiras escolares diante dos professores, durante um período predefinido de tempo. Para conseguir realizar seu trabalho, os professores contavam com o apoio de uma lousa ou quadro-negro. Com o cenário montado, o conteúdo da aula era uniformemente repassado aos alunos, desconsiderando a capacidade ou facilidade de aprendizado de determinados temas de cada um dos estudantes”.

Mudanças profundas estão em curso
“Aquele antigo formato de escola, entendido como brick school (estabelecido e limitado por paredes, lousas e cadeiras), deixa de fazer sentido. Em um momento de nossa evolução educacional, as escolas transformam-se em click school (touchschool, para atualizar o trocadilho). À distância de um toque, em mouse ou tela de um aparelho tecnológico, o aluno descobre uma infinidade de
saberes. É possível segurar essa revolução?”.

Ensino a distância: modalidade sem fronteiras
O Centro Universitário Internacional Uninter foi criado em 2012, da fusão entre a Faculdade Internacional de Curitiba (Facinter) e a Faculdade de Tecnologia de Curitiba (Fatec), com o objetivo de transpor barreiras geográficas para levar ensino de qualidade a todo o Brasil. Agora, é possível realizar inscrição, vestibular e matrícula on-line para os cursos de graduação, pós-graduação e extensão. Suplantam 400 opções de formações nas mais diversas áreas do conhecimento. Com aulas on-line, professores especialistas e qualidade de ensino comprovada e atestada pelo Ministério da Educação (MEC), o Centro Universitário Internacional Uninter é a instituição de ensino a distância do Brasil recredenciada com nota máxima pelo MEC.

Foto: Divulgação

NASCE UMA NOVA FORMA DE CELEBRAR
Sem dúvida alguma, o setor de eventos está entre os mais atingidos com a pandemia do coronavírus. Sócia-proprietária do Ópera Cristal, um dos maiores espaços de eventos de Alphaville, Luci Damian Parreira, com mais de 30 anos de experiência no setor de eventos, acredita que a palavra de ordem no momento é flexibilidade. Enquanto seu espaço de 2.500 metros quadrados permanece fechado para eventos sociais e corporativos, a empresária resolveu fazer dos pequenos eventos o seu grande negócio.

Petit comité familiar
Para as datas comemorativas, sua empresa passou a oferecer toda a produção de eventos familiares intimistas, recomendados apenas a pequenos grupos de pessoas, preferencialmente aos moradores. “No próximo Dia das Mães, além de cestas de café-da-manhã personalizadas, teremos o almoço cristal, com menu assinado por chef, e acompanhado de vinho espumante, arranjo de orquídeas e uma joia de ouro 18 K”, afirma Luci. Mesmo após o período da quarentena, a empresária acredita que a tendência de encontros personalizados continuará. O próximo tema já foi definido: festa junina.

Atendimento nutricional remoto
Poucas semanas após inaugurar em Alphaville o Instituto Jéssica Borrelli de Nutrição e Saúde Personalizada, a nutricionista Jéssica Borrelli interrompeu os atendimentos presenciais em decorrência do agravamento da crise da Covid19. Diante da situação, e com o aval do Conselho de Nutrição, Jéssica passou a realizar atendimentos online.

“Nossa clínica já disponibilizava uma plataforma digital exclusiva para os pacientes acessarem o plano alimentar, entre outras informações. Fizemos uma adaptação para esta fase e adicionamos um espaço para que o próprio paciente inclua suas medidas e fotos, possibilitando acompanharmos sua evolução, mesmo de longe”, diz a profissional, que acrescenta: “acredito que as consultas a distância serão uma forma de atendimento mesmo após o término do isolamento”.

Comentários

WORDPRESS: 0
Já está indo embora :´(
Assine nossa newsletter antes, e receba as noticias de Alphaville e região ; )