Sexo: gostoso de fazer, difícil de falar

Na maioria das vezes, a educação sexual vem de uma realidade castradora e rígida, no qual não se aprendeu a dialogar sobre o tema, mas silenciar

Ilustrativa

Sabemos que manter um relacionamento sexual duradouro, não é tão fácil quanto parece, e na maioria das vezes, este desgaste vem crescendo devido à falta de comunicação entre o casal. Você já percebeu que a rotina é o principal fator de distanciamento, da conversa franca, do diálogo, principalmente sobre assuntos relacionados a sexo entre o casal.

Como falar de algo tão desconhecido?

Não aprendemos a falar sobre sexo com nossos pais, ao contrário, fomos proibidos de tocar no assunto, a ficar de boca fechada. Acabamos por aprender tudo errado. Tendo a rua, colegas e revistas como professores, a maioria acabou concluindo que o sexo pode ser pecaminoso, repulsivo, abominável e desnecessário.

Na maioria das vezes, essa educação sexual vem de uma realidade castradora e rígida, fruto de um contexto no qual não se aprendeu a dialogar, mas omitir-se, envergonhar-se e silenciar quando o tema é sexualidade. Carregamos a marca da nossa criação, do pudor das gerações passadas, que mexe com estruturas de culpa, medo, vergonha e crítica, enraizando-se em nós.

É muito importante que os casais falem sobre sexo

Conversar sobre as dificuldades, barreiras, fantasias, medos, inseguranças, enfim, tudo que diz respeito à sexualidade do casal, é primordial.

A intimidade de um casal aumenta quando há dialogo, muitos têm a tranquilidade de ficarem nus, de fazerem sexo em diversas posições, mas não conseguem falar sobre o que gostariam de fazer, sentir e receber do outro, ou sobre o que não gostam na hora do sexo.

Desenvolva o hábito de conversar, e lembre-se que conversar é primeiro saber ouvir, olhar nos olhos, entender as necessidades do outro, não criticar ou tentar ganhar pela rivalidade.

Parceiros de vida e não rivais

Não julgue, saiba expor suas necessidades, ouça, reflita, e não reaja com espanto ou rispidez. Se o assunto lhe causa sentimentos de vergonha, culpa, aversão, ansiedade, medo, repulsa ou qualquer outro sentimento que prejudica sua vida sexual, consulte uma sexóloga.

Com ajuda terapêutica, podemos dar um novo significado e desenvolvimento à nossa vida sexual. Isso levanta nossa autoestima, amor próprio, noções de liberdade e respeito nas relações. 

VÍDEO SOBRE A IMPORTÂNCIA DO DIÁLOGO SOBRE SEXO ENTRE O CASAL POR MAGA MENEZES

Comentários

WORDPRESS: 0
Já está indo embora :´(
Assine nossa newsletter antes, e receba as noticias de Alphaville e região ; )