Seja autor da sua própria história

"A personalidade se desloca ou se transforma quando se muda a base das janelas da memória e quando o Eu é equipado para ser líder de si mesmo"

Reprodução/Internet

As janelas da memória são áreas de leitura da memória em um determinado momento existencial. Nos computadores, temos acesso a todos os campos da memória digital; na memória humana, temos acesso a áreas específicas, que chamo de janelas. Uma janela é como se fosse uma residência. Cada residência tem caraterísticas básicas que a definem, como arquitetura, espaço, quadros, roupas, eletrodomésticos. Do mesmo modo, as janelas da memória têm centenas ou milhares de informações que as caracterizam.

É provável que todos nós, cedo ou tarde, já tenhamos tentado mudar alguma característica doentia da personalidade e falhado. Existe um consenso na psicologia de que a personalidade não muda, mas isso não é verdade. A personalidade se desloca ou se transforma, quando se muda a base das janelas da memória e quando o Eu é equipado para ser líder de si mesmo. Seja autor da sua própria história

Os ataques de pânico, por exemplo, têm grande chance de descolar a formação da personalidade, porque formam janelas killer poderosas, encarcerantes, capazes de constituir um núcleo de habitação que sequestra o Eu. A pessoa que vivenciou uma síndrome do pânico (ataques repetidos pelo menos uma vez por semana) nunca mais será a mesma. Poderá se tornar um ser humano muito melhor, mais dosado, sereno, altruísta, após a superação da síndrome, mas as mudanças estruturais da personalidade indicam que sairá do processo diferente. Uma pessoa que passou por uma guerra e vivenciou atrocidades sairá com deslocamentos importantes em sua personalidade.

Se a personalidade é mutável, por que, então, não é fácil mudar características doentias como mau-humor, impulsividade, baixo limiar para frustrações, timidez? Porque a intenção ou o desejo de mudança produz uma janela solitária e, além disso, frequentemente “pobre”, com poucos recursos.

Uma característica de personalidade precisa de um núcleo de habitação do Eu, uma plataforma de janelas, um “bairro” todo na cidade da memória para ter sustentabilidade, enfim, para ser encontrada espontaneamente pelos fenômenos inconscientes, como o gatilho da memória.

Uma pessoa é tímida ou ousada não porque seu Eu o determina, mas porque há milhares e milhares de janelas espalhadas nos campos de sua memória. O impulsivo, do mesmo modo, tem imensas plataformas de janelas em seu córtex cerebral que são facilmente encontradas e o levam a reagir do modo bateu-levou.

O grande desafio do ser humano é abrir o máximo de janelas em um determinado momento existencial para raciocinar com maestria. Entretanto, infelizmente, se encontramos janelas traumáticas, podemos experimentar a Síndrome do Circuito Fechado da Memória e impedir o acesso do Eu a milhões de dados. Essa síndrome nos faz reagir instintivamente, como animais irracionais, e, desse modo, leva-nos a ser vítimas de ataques de raiva, ciúme, fobias, compulsão, necessidade neurótica de poder, de controle dos outros, de perfeição.

Que estratégia você usa para ser autor da sua história?

Dica do mês

Título: Ansiedade 2 – Autocontrole
Autor: Augusto Cury
Editora: Benvirá
Preço: R$ 14,90

*PREÇOS PESQUISADOS EM NOVEMBRO DE 2020

 

Comentários

WORDPRESS: 0
Já está indo embora :´(
Assine nossa newsletter antes, e receba as noticias de Alphaville e região ; )