Rocambole de carne da Lucilia

Ilustrativa

O rocambole de carne é um dos melhores representantes da comida caseira. Ganham este nome os pratos que eram servidos em família, na época de nossa infância. Por isso, a categoria alimenta boas memórias. Mas essas receitas de preparo generoso pesam – no corpo e na consciência. Afinal, é difícil conter-se diante de um rocambole de carne. O preparo original é feito com bacon, queijo parmesão e ovos inteiros. Tudo acomodado em assadeira untada com gordura. No molho, há quem carregue no ketchup e até coloque açúcar mascavo. E ainda há outro problema. Sob o olhar da mãe ou avó, é quase uma obrigação repetir o prato. Sendo assim, resolvi “emagrecer” esta delícia. A receita a seguir rende cinco porções.

Ingredientes
•300 g de carne moída sem gordura
•5 fatias de peito de peru light
•1⁄2 xícara (chá) de aveia em flocos finos
•1 colher (sopa) de queijo parmesão light ralado
•1 ovo cozido em fatias
•1⁄2 pimentão amarelo cortado em tiras
•1⁄2 pimentão vermelho cortado em tiras
•1 cebola roxa cortada em tiras
•1 xícara (chá) de palmito picado
•1⁄2 xícara (chá) de picles em fatias
•1 colher (sopa) de azeite
•Sal e pimenta a gosto

Modo de preparo
Em um bowl, tempere a carne com sal e pimenta a gosto. Junte o azeite e aveia e misture bem. Com um garfo, espalhe a carne sobre uma folha de papel alumínio. Distribua as fatias de peito de peru. Salpique o queijo ralado. Distribua os vegetais e as fatias de ovo cozido. Enrole o papel alumínio. A dica é apertar a carne para não sair o recheio, até formar o rocambole. Ponha em uma assadeira e leve ao forno por 30 minutos. Retire o papel alumínio. Fatie e sirva em seguida.

Ilustrativa

Variar é o segredo da boa forma
Estudo revela que, para se exercitar o suficiente, é melhor se envolver em três atividades diferentes por semana. A recomendação vem de um estudo da Faculdade de Enfermagem Rory Meyers, da Universidade de Nova York (Estados Unidos). Foram analisados o total de minutos de exercício e o número de atividades diferentes realiza- das entre mais de nove mil adultos. Em seguida, os números foram cruzados. Ao todo, foram registrados 47 tipos diferentes de atividade física. Os indivíduos que fizeram mais tipos de exercícios também acumularam mais exercícios totais. O estudo revelou que, quem se engajou em três ou mais atividades diferentes por mês, apresentou maior probabilidade de realizar 150 minutos de exercício por semana. O trabalho foi publicado em janeiro (2020), na revista científica Translational Behavioral Medicine.

Comentários

WORDPRESS: 0
Já está indo embora :´(
Assine nossa newsletter antes, e receba as noticias de Alphaville e região ; )