Qual a temperatura correta para degustarmos um vinho?

Reprodução/Internet

Muito se tem falado sobre vinhos e o consumo no Brasil é nitidamente crescente. Todos os dias conheço mais e mais pessoas interessadas nos prazeres e benefícios que esta bebida nos proporciona. De fato, além de ser um hábito muito saudável o vinho nos proporciona várias sensações e estímulos provocados pelos seus aromas e sabores.

Mas, para que possamos maximizar estas sensações é fundamental degustarmos o vinho na temperatura correta.

É muito comum, até mesmo em restaurantes, nos servirem um vinho tinto encorpado na temperatura ambiente (24°C ou mais!). Muitos acham até que isto é correto, pois já ouviram falar que o vinho deve ser servido assim, na temperatura ambiente.

Isto pode ser verdade na Europa, berço da vitivinicultura, onde as temperaturas são mais amenas o ano todo e mesmo no verão a amplitude térmica é grande, ou seja, faz calor durante o dia, mas a noite a temperatura cai 10°C ou mais, mantendo sempre frescos os ambientes. As adegas muitas vezes são subterrâneas e permanecem sempre a uma temperatura ao redor de 14°C, que é ótima para o serviço de vinho.

Mas em um país tropical como o nosso, não podemos contar com o benefício de uma “adega natural”, assim é importante mantermos ou “colocarmos” os vinhos na temperatura correta.

Armazenar o vinho na temperatura correta é importante não só para o serviço, mas principalmente para garantir também a sua longevidade. Se você não dispõe de uma adega climatizada em casa, procure armazenar o vinho em um lugar fresco e ao abrigo da luz.  É importante que a temperatura não oscile muito e que as garrafas estejam sempre deitadas para garantir preservação da rolha e consequentemente do vinho.  

Com relação à temperatura de serviço, os tintos mais encorpados devem ser servidos entre 16 e 18ºC. Acima desta temperatura teremos uma sensação de calor na boca, provocada pelo álcool e nestes vinhos mais encorpados (alcoólicos) isto é ainda mais ressaltado.

Tintos mais jovens e leves devem ser servidos a uma temperatura entre 14 a 16°C.

Recomendo sempre atenção para não “gelar o vinho” tinto, pois abaixo destas temperaturas, os taninos poderão nos causar uma sensação de amargor, além do que perderemos muito dos seus aromas e sabores.

Já para os brancos mais leves, recomendo uma temperatura entre 7 a 10°C e os mais encorpados e com passagem por madeira, entre 10 a 12°C. Lembre- se que queremos o frescor dos vinhos brancos, no entanto temperaturas mais baixas anestesiam nossas papilas gustativas e perderemos muitos dos sabores e complexidade que estes vinhos nos oferecem.

Os vinhos rosés também são leves e refrescantes, porém, podem possuir um pouco mais de estrutura que alguns brancos. Por isso, a temperatura dessa bebida deve ficar entre 8 a 12°.

Os Champagnes e Espumantes já podem ser servidos mais frios, ao redor de 6 ou 7°C, devido a sua sensação táctil provocadas pelo perlage ( borbulhas).

Portanto, não hesite em solicitar ao garçom um balde de água com gelo (nunca somente gelo) para cobrir a garrafa e colocar o seu vinho na temperatura correta, pois você aproveitará o máximo de suas características.

E sem stress: você não precisa de um termômetro. Se for um tinto em menos de 5 minutos você chegará na temperatura adequada. Um espumante ou branco irá precisar de 20 minutos. E claro, vá provando e irá perceber quando chegar no ponto. Este ritual já é uma delícia!

Saúde!

Vinhos recomendados:

Gavignano Chardonnay Toscana 2018 (R$ 89) – sirva à 10°C

Niepoort Conversa Tinto Douro 2019 (R$ 125) – beber entre 16 à 18°C

Dúvidas e sugestões: sidnei@tonel55.com.br | Tel.: (11) 99175-7799 | www.tonel55.com.br

Comentários

WORDPRESS: 0
Já está indo embora :´(
Assine nossa newsletter antes, e receba as noticias de Alphaville e região ; )