Fertilidade masculina: quais fatores mais atrapalham?

Imagem Ilustrativa

Quando o casal tenta ter filhos por mais de um ano e a cegonha não dá as caras, é hora de consultar um especialista – e descobrir os entraves para iniciar a gravidez. 

Muitos casais passam por momentos difíceis quando tentam engravidar e a gestação não acontece. Neste momento é muito comum tentarem encontrar um culpado ou alguém responsável por aquele sofrimento. Muito frequentemente as mulheres se sentem como as únicas responsáveis pela dificuldade em ter um filho. 

Mas o que muitos não sabem é que aqui no Brasil e pelo mundo, as taxas de infertilidade masculina e feminina são muito parecidas, ou seja, quando o casal não consegue engravidar, o problema está em 40% das vezes no homem e em 40% das vezes na esposa. Em 20% dos casos há problema em ambos.

No lado masculino, a dificuldade pode ser flagrada por um espermograma em que se analisam características dos espermatozoides, como capacidade de locomoção e vitalidade. 

Fatores que influenciam a fertilidade masculina:

  1. DST

Doenças sexualmente transmissíveis, como a clamídia e a gonorreia, causadas por bactérias, atrapalham o sonho de ser pai e mãe. Nos homens, desencadeiam inflamação nos testículos e no epidídimo, uma estrutura sobre o par de glândulas masculinas. Com isso, travam a passagem dos espermatozoides. 

  1. Excesso de peso

O volume avantajado na cintura pode aumentar a temperatura nos testículos, o que altera a qualidade do sêmen. Uma alimentação saudável e a prática regular de atividades físicas costumam ser a melhor e mais simples solução para esse problema.

  1. Idade

Até alguns anos atrás acreditava-se que o homem mantinha sua capacidade de gerar descendentes intacta a vida toda. Mas não é bem assim: a partir dos 50 anos, a qualidade e a quantidade dos espermatozoides começam a decair 

  1. Anabolizantes

Substâncias à base de testosterona, comum entre praticantes de atividades físicas que pretendem aumentar seus músculos, têm efeitos negativos sobre a fertilidade masculina. O homem pode acabar tendo o número de espermatozoides reduzidos ou até ficar estéril.

  1. Cigarro

Os efeitos maléficos do cigarro aos órgãos sexuais já estão bem documentados. Diversos componentes químicos prejudiciais, como o cádmio, se depositam nos testículos e não saem mais. O fumo ainda agride os vasos sanguíneos – finos e frágeis, eles sabotam o aporte de oxigênio e nutrientes ao saco escrotal. 

Homens também devem se cuidar, manter a saúde e exames em dia além, de uma alimentação bem equilibrada e rica em nutrientes.

Site: www.geracaoprime.com.br | E-mail: contato@geracaoprime.com.br
CRN3: 55355
WhatsApp Consultório: (11) 93414-9809 | @nutri.thalitacardoso

Comentários

WORDPRESS: 0
Já está indo embora :´(
Assine nossa newsletter antes, e receba as noticias de Alphaville e região ; )